Finalmente: José Sarney, Renan Calheiros, Romero Jucá e Sérgio Machado são alvo de inquérido do PGR

Sempre revigorante para o brasileiro honesto quando a semana começa com grandes acontecimentos que atingem em cheio corruptos famosos. Ontem (06/02), Rodrigo Janot pediu ao STF a abertura de inquérito contra José Sarney, Renan Calheiros, Romero Jucá e Sérgio Machado. O motivo foi por “possível crime de embaraço às investigações na Operação Lava Jato”.

A decisão foi feita a partir da delação de Machado e no conteúdo de cerca de seis horas de conversas gravadas, que, segundo matéria publicada no Antagonista, “demonstram a motivação de estancar e impedir, o quanto antes, os avanços da Operação Lava Jato em relação a políticos, especialmente do PMDB, do PSDB e do próprio PT, por meio de acordo com o Supremo Tribunal Federal e da aprovação de mudanças legislativas”.

Ainda no raciocínio de  Janot, os investigados construíram “uma ampla base de apoio político” com o objetivo de aprovar três medidas de alteração do ordenamento jurídico em favor da organização criminosa sustentada pelo PT, a saber:

1) a proibição de acordos de colaboração premiada com investigados ou réus presos;

2) a proibição de execução provisória da sentença penal condenatória mesmo após rejeição dos recursos defensivos ordinários, o que redunda em reverter pela via legislativa o julgado do STF que consolidou esse entendimento; e

3) a alteração do regramento dos acordos de leniência, permitindo celebração de acordos independente de reconhecimento de crimes.

Anúncios

Deixe uma resposta