Bancada com verba pública, USP faz propaganda de ideologia de gênero em sua homepage

Hoje quem acessar a página da USP verá uma narrativa da ideologia de gênero para descrever homens e mulheres.

Ocorre que a língua portuguesa trabalha com gêneros, não existindo pronome neutro. Por isso, a ideologia de gênero defende que sejam utilizadas flexões informais da língua, substituindo, por exemplo, a expressão “todos” por “todxs”.

Tecnicamente, é bizarro e reflete o uso inadequado de nossa língua. Ademais, não reflete aquilo que será falado.

Mesmo assim, a USP, bancada inteiramente com verbas públicas, utilizou essa aberração linguística em sua homepage. Vejam:

bem_vindxs

É preciso questionar: será que entidades bancadas com verbas públicas deveriam estimular o uso inadequado da língua portuguesa?

Anúncios

2 comentários sobre “Bancada com verba pública, USP faz propaganda de ideologia de gênero em sua homepage

  1. São todos um bando de idiotas, querem chamar a atenção dos holofotes. Como outros igualmente mentecaptos que querem proibir marchinhas de carnaval, já consagradas e folclorizadas, como: Olha a cabeleira do zezé… Mulata bossa nova… Estão feitos baratas tontas, já perderam a razão inclusive de existir. Tchau queridos, esquerdopatas.

Deixe uma resposta