Supersalários: professores em protesto no Paraná ganham até R$ 23 mil

Núcleos Regionais da Educação no Paraná são invadidos por professores indignados pela determinação governamental de aumento em tempo de sala de aula. São todos da rede pública, especialmente ligados à direção da APP Sindicato e ao petismo de extrema-esquerda.

As invasões incluem até a sede da Secretaria da Educação em Curitiba, de onde foram expulsos por força judicial. Tais afrontas ao interesse coletivo só podem ser motivadas por uma preocupação genuína com a qualidade do ensino, afinal eles já recebem salários dignos de um sultão. A média salarial dos professores-invasores é de cerca de R$ 20 mil.

Ainda assim com polpudos vencimentos pretendem, mais uma vez, promover greve fazendo com que jovens e crianças percam o correto início do ano letivo.

Com informações do blog paranaense Boca Maldita

Anúncios

5 comentários sobre “Supersalários: professores em protesto no Paraná ganham até R$ 23 mil

  1. Sou contrário a qualquer ato de invasão de escola ou greve na educação. Acho que isso deve acabar, para que o país tome seu rumo sem percalços. Quanto aos professores receberem salários em média de 20 mil reais, penso ser a piada do ano. Não existe isso, e gostaria que os contracheques sejam aqui expostos….Não vale somar atrasados, férias, correções devidas….estamos falando de média salarial…ok ?

  2. Isto que chamo de picaretagem e má fé com o público. Quanto esse blogl ou site ou sei lá que porcaria é está ganhando do desgoverno Beto Rocha para publicar uma merda destas. Não ter compromisso com a verdade é uma coisa, mas falsas acusações, calúnia e assédio moral já são coisas bem diferentes. Vocês são uns parasitas que se alimentam da larva da mosca da merda do cavalo dos bandidos que estão na liderança política do Estado e do País.

  3. Lixo de reportagem. Se informem primeiro e não generalizem que todo professor do Estado ganha essa média. Coloquem o salário real e não a somatória de férias, correções, etc. E parem de falar que todo prifissional que faz greve é petista. Isso gera intolerancia política.

Deixe uma resposta