PT foi tão botinado por sua massa de manobra que deve desistir de Maia e Eunício

Sob pressão dos próprios militantes, o PT talvez seja forçado a desistir de apoiar as candidaturas de Rodrigo Maia (DEM-RJ) à presidência da Câmara e de Eunício Oliveira (PMDB-CE) ao comando do Senado. De fato, estava ficando muito feio para a imagem do partido apoiá-los, uma vez que duranta o ano passado inteiro estes congressistas e seus partidos, respectivamente o DEM e o PMDB, foram acusados de “golpismo” em virtude do impeachment de Dilma.

Na Câmara, a tendência do PT é avalizar a candidatura de André Figueiredo (PDT-CE), até porque o PDT está tentando forçar uma aproximação maior com os petistas a fim de uma parceria para as eleições de 2018. Ciro Gomes, que é pré-candidato à presidência, tem muito a ganhar com isso.

O que pegou mal para o PT foi o fato de que não apenas militantes, mas figuras importantes do partido como Tarso Genro e outros criticaram duramente as parcerias com Maia e Eunício. A parceria tinha como única finalidade dar ao PT algumas cadeiras na Mesa Diretora, o que muitos consideraram uma atitude fisiológica e traiçoeira.

Anúncios

Um comentário sobre “PT foi tão botinado por sua massa de manobra que deve desistir de Maia e Eunício

Deixe uma resposta