Justiça nega novo pedido para barrar retorno de velocidade nas marginais

A  juíza da 11.ª Vara da Fazenda Pública de São Paulo, Carolina Martins Clemencio Duprat Cardoso, negou na última quinta-feira (27/01) mais um pedido para vetar a retomada da velocidade normal nas marginais de São Paulo de 60 km/h para 90 km/h nas pistas centrais – promessa de campanha de Doria.

De acordo com a Jovem Pan, a solicitação faz parte de uma ação popular movida pelo advogado Ricardo Amin Abrahão Nacle que usava a mesma narrativa de que havia “perigo” com o retorno, ignorando o fato de que existe uma via de 50 km/h (a pista da direita, da marginal local) para quem quiser andar tão lentamente como antes.

Como já há uma decisão liminar do Tribunal de Justiça de São Paulo que autoriza o aumento das velocidades, a juíza Carolina rejeitou mais este pedido e deu prazo para o advogado apresentar a argumentação que pede para invalidar o ato da Prefeitura.

“Assim, à esta altura, a cautela recomenda não haja nova alteração das velocidades fixadas pelo réu, notadamente em razão do decidido pela Superior Instância na ação referida, que, como dito, tem o mesmo objeto”, reforçou a magistrada citando a outra ação civil, movida pela Associação de Ciclistas Urbanos da Cidade de São Paulo (Ciclocidade), que continua em análise.

 

Anúncios

2 comentários sobre “Justiça nega novo pedido para barrar retorno de velocidade nas marginais

  1. Eu achei muito importante o aumento da velocidade nas marginais e passo por elas todos os dias e o que eu tenho notado é que os condutores de veículos andando sempre na velocidade de 80km ou menos na pista expressa porque andar a 80km é muito confortável abaixo da máxima sem riscos de ser multado.

Deixe uma resposta