Dinheiro público pode ter pago jatinho de Eduardo Campos. Ihh…

De acordo com o Diário do Poder, a Polícia Federal em Pernambuco deflagrou na manhã desta terça-feira (31), por volta das 6h, a Operação Vórtex, um desmembramento da Operação Turbulência. São cumpridas 10 ordens judiciais em Recife, sendo seis mandados de busca e apreensão e quatro mandados de condução coercitiva. No total, 30 agentes participam da ação.

Em investigação, foram analisadas as contas bancárias das pessoas físicas e jurídicas utilizadas para a compra do avião Cessna Citation prefixo PR-AFA, envolvido no acidente que matou o ex-governador e então candidato à Presidência Eduardo Campos. Os valores transferidos por uma das empresas investigadas na Operação Turbulência lhe haviam sido repassados dois dias antes por uma terceira empresa, que ainda não havia sido alvo da investigação original.

Segundo a PF, a exatidão do montante e o curto período de tempo envolvido nas duas transações sugerem que a conta investigada na Operação Turbulência tenha sido “mera conta de passagem”.

Ao investigar mais a fundo a empresa remetente dos recursos, a PF verificou que ela possui contratos milionários com o governo do Estado e que suas doações a campanhas políticas aumentaram de forma exponencial ao longo dos últimos anos, notadamente para o partido e candidatos apoiados pelo ex-governador do estado, Eduardo Campos.

Anúncios

Um comentário sobre “Dinheiro público pode ter pago jatinho de Eduardo Campos. Ihh…

Deixe uma resposta