Feministas usadas pela extrema-esquerda contra indicação de Ives Gandra ao STF

Mais mil assinaturas subscrevem o manifesto de lançamento da anticandidatura da professora Beatriz Vargas Ramos para a vaga do ex-ministro Teori Zavascki.

A professora da Faculdade de Direito da UnB é apresentada como “criminóloga crítica abolicionista, feminista, ativista de direitos humanos”, além de ser a favor do aborto e contra a redução da maioridade penal.

Sem citar nomes o manifesto é uma clara anticandidatura feminista, perante Ives Gandra Martins Filho, jurista cotado para ser nomeado por Temer.

O texto da anticandidatura afirma que: “Não aceitamos a indicação à composição do STF de pessoas que representem retrocessos nos direitos humanos e sociais arduamente conquistados, que desrespeitem o direito à não discriminação e à igualdade substantiva que a Constituição brasileira assegura a todas as pessoas”.

Advertisements
Anúncios

Um comentário sobre “Feministas usadas pela extrema-esquerda contra indicação de Ives Gandra ao STF

Deixe uma resposta