“Coerência do PT vira uma roleta-russa sem bala” diz Josias de Souza

Josias de Souza, em artigo publicado no UOL escancarou o que o país já sabe: “No PT, a coerência é apenas um outro nome para oportunismo.”

O colunista prova isso, com o exemplo de que em Congresso o PT, ignorando sua militância, liberou suas bancadas para apoiar candidatos governistas, os que antes insultavam como “golpistas”: Rodrigo Maia na Câmara e Eunício Oliveira no Senado. A estratégia é clara, não ficar de fora, mendigar comissões.

Josias acertadamente utiliza a metáfora de uma roleta-russa desarmada para explicar o processo de destruição do partido.

Assim, o presidente do PT, Rui Falcão, “deu o decidido por não decidido”, girando de posição. Articulou para liberar os deputados na votação da presidência, e logo depois que veio a gritaria virtual emitiu nota dizendo apoiar um bloco de união da oposição.

“A velocidade com que o PT muda de convicção torna divertido o acompanhamento do processo de autocombustão do partido”, crava Josias.

Advertisements
Anúncios

Deixe uma resposta