Dilma diz que consequências da investigação “não são gratuitas”. E quem disse que eram?

Dilma Rousseff está viajando pela Espanha, e para isso tem usado dinheiro público. Em Sevilha, durante uma palestra – sim, Dilma dá palestras agora – ela atacou a Operação Lava-Jato:

“Temos que ter clareza de que há interesses eminentemente escusos em querer inviabilizar empresas. Não é algo gratuito”, disse.

Na realidade, ninguém disse que é gratuito. Foi bem caro. Eike Batista, dono da EBX e amigão de Lula e Dilma , é o principal investigado do momento e disse que pagou R$ 5 milhões em propina para a ex-presidente, além de ter um envolvimento multi-milionário com o ex-governador Sérgio Cabral.

Não é nada gratuito. Foi caro e vai encarecer ainda mais.

Anúncios

Deixe uma resposta