Sem maquiagem, índice de desemprego criado por Dilma assusta: 21,2%

Um relatório do banco Credit Suisse, revelado pelo site Opinião & Notícia, mostra  que o percentual de desemprego criado por Dilma é quase o dobro do índice oficial sem “maquiagem”.

O relatório avalia o chamado desemprego ampliado, que inclui quem está procurando emprego, e também aqueles que desistiram de procurar ou vive de fazer “bicos” por falta de oportunidades.

No último trimestre de 2016 a taxa chegou a 21,2%, quase o dobro do índice oficial. Cerca de 23 milhões de pessoas. Esse percentual coloca o Brasil em 6ª lugar entre 31 países analisados pelo relatório, atrás apenas de Chipre, Croácia, Itália, Espanha e Grécia, em primeiro lugar no ranking, com 31,2%. A taxa brasileira de desemprego ampliado também supera a média dos países analisados, que foi de 16,1%.

Advertisements
Anúncios

Deixe uma resposta