Noblat: PT joga última pá de cal no discurso de “golpe”

O Diretório Nacional do PT liberou os deputados federais e senadores do partido para votarem como quiserem para a presidente da Câmara e do Senado, mesmo em candidatos que apoiaram o impeachment de Dilma. As informações são da coluna de Ricardo Noblat.

A resolução que proibia o apoio a “candidatos golpistas” nas eleições municipais foi abolida, e não haverá mais nenhuma punição por parte do partido para aqueles que votarem nesses candidatos.

Como disse Noblat, esse foi o gesto oficial do partido para enterrar de vez o discurso do golpe.

Advertisements
Anúncios

Deixe uma resposta