Deputados discutem medidas para reduzir impunidade de menores e deixam extrema-esquerda furiosa

Os deputados vão discutir medidas para reduzir a impunidade de menores infratores, fazendo algumas mudança no Estatuto da Criança e do Adolescente, e deixam a extrema-esquerda irritada.

A proposta é do deputado Marcos Rogério, do DEM, e visa acabar com a proibição de publicar fotografia e nome do menores infratores. Hoje a divulgação dos dados é proibida e pode levar à multa de 20 salários mínimos.

A mudança depende agora da votação na Comissão de Constituição e Justiça. Se acabar a proibição de divulgar nome e imagem de menor infrator, hoje chamado de “circunstanciado” pela lei, as pessoas poderão ficar mais seguras, sabendo com quem estão lidando.

É estúpida a proibição. Hoje um menor de idade que comete crime hediondo não é indiciado como criminoso, ele vai para a Fundação CASA onde fica, no máximo, três anos e sai de lá com a ficha limpa e sem ter o nome ou imagem divulgados, e ninguém tem que como saber que ele já foi um criminoso.

E a extrema-esquerda, como é de se esperar, fica furiosa. Essa turma gosta de defender o crime com fins partidários.

Anúncios

Deixe uma resposta