Ativista do MBL humilha sindicato e expõe a hipocrisia daqueles que querem privilégios a qualquer custo

Circula pelas redes sociais um vídeo em que o líder do Movimento Brasil Livre (MBL), em Florianópolis, Ramiro Zinder expõe toda hipocrisia do sindicato dos servidores públicos da capital catarinense, o SINTRASEM.

No vídeo, onde aparecem imagens da última assembleia do sindicato que deliberou greve por tempo indeterminado, o ativista mostra ataques dos representantes do SINTRASEM contra os cidadãos e contra a imprensa local. Ramiro Zinder ainda comenta sobre os 4 milhões de reais recebidos pela entidade no ano passado, cuja destinação é desconhecida, uma vez que o sindicato não presta contas.

A greve é uma tentativa de barrar o pacote de medidas de austeridade que o prefeito da cidade encaminhou à câmara municipal. Nele está previsto a redução do número de secretarias e cargos comissionados, redução do ITBI, fim da licença-prêmio, entre outros projetos que diminuirão os custos da prefeitura que possui um rombo de 1 bilhão de reais deixado pela gestão anterior.

Veja o vídeo:

Anúncios

4 comentários sobre “Ativista do MBL humilha sindicato e expõe a hipocrisia daqueles que querem privilégios a qualquer custo

  1. Isso é só um exemplo de vários sindicatos existente. Sempre com o mesmo discurso ridículo e populista, achando que todos compartilham das mesmas ideias. Muito bem colocado suas ideias Ramiro, espero que num futuro próximo possa organizar essa corja de safados (diretores sindicais) que só querem regalias.

    1. Interessante isso tudo! Mais ainda agora com a nomeação do cargo comissionado do tal ativista! Ocupa vaga dos concursados, AUMENTA o gasto público com um salário absurdo em relação aos profissionais efetivos também pós- graduados (especialistas, mestres, doutores e pós- doutores)… Faltou dizer do balanço transparentíssimo do sindicato, o que não ocorre com a administração.
      Hipocrisia, se tem um lugar adequado é com vocês, turma usurpadora “dazelitis”!
      Estado mínimo é o que vocês querem, mas o recado foi dado nesta última greve, e só foi o sinal.
      Ataquem que faremos acordar o povo!
      Professor Jairo

  2. Engraçado. Como são as coisas. Ramiro Zinder, integrante do MBL, foi candidato pelo DEM a vereador de Florianópolis. Não foi eleito, mas foi nomeado para Cargo em Comissão de “Gerente de Projetos Inovadores da Secretaria Municipal de Educação”. Ué? Se é a favor do pacote de austeridade do prefeito e a favor da redução de cargos comissionados, o que ele esta fazendo em um cargo comissionado? Não entendi….

Deixe uma resposta