Em São Caetano do Sul, bebê é sequestrada por assaltantes que atiram contra a PM após roubarem um carro

A cidade de São Caetano do Sul, na Grande São Paulo, viveu um caso aterrorizante na noite de ontem (18), algo que lembrou muito a tragédia ocorrida com o menino João Hélio, em 2007.

Dois assaltantes abordaram um casal em seu carro, um Corolla. Nenhum dos dois reagiu ao assalto, mas a mulher tentou desesperadamente tirar a filha Emily, de apenas 7 meses de idade, do bebê conforto do carro, que estava no banco de trás. Os bandidos não deixaram, deram a ré no carro e saíram do local acelerando a toda.

A polícia começou a persegui-los na tentativa de proteger a criança, então não disparou contra o carro. Os criminosos, no entanto, aproveitaram-se da situação e dispararam várias vezes contra os policiais. Após 20 minutos de perseguição, a polícia conseguiu fechar o cerco e os bandidos bateram o carro.

Os dois assaltantes fugiram a pé, invadiram casas próximas e um deles conseguiu escapar. O outro, que ficou, tem 19 anos e se chama Cauê Vinícius Tainelli de Brito. Ele estava armado com uma pistola .380 e acabou se entregando. Foi preso e autuado em flagrante.

Felizmente, diferente do caso João Hélio, a bebê Emily foi resgatada viva e ilesa, apesar de assustada.

Anúncios

Deixe uma resposta