Vídeo: Repórter é agredida ao vivo durante cobertura de rebelião

A repórter Larissa Carvalho, do canal pago Fake (Globo) News, sentiu o calor das rebeliões bem de perto. Durante uma entrada para o Jornal Globo News, enquanto falava sobre a rebelião em um presídio em Ribeirão das Neves, de Belo Horizonte, ela foi empurrada ao vivo.

A agressora era a mulher de um dos detentos que, sabendo como funcionam essas rebeliões, não concordou com a informação que a repórter havia dado sobre não haver feridos dentro do presídio. Veja o vídeo:

Anúncios

4 comentários sobre “Vídeo: Repórter é agredida ao vivo durante cobertura de rebelião

  1. Sabe o motivo de ela ter sido empurrada? Se deve ao fato da agressora saber que não haveria consequência alguma para a agressão. O Brasil virou um país no qual não existem consequência para diversas atitudes absurdas. E, caso a agressora seja identificada, a mesma irá processar o canal por ter usado sua imagem sem autorização. Viramos uma nação de inconsequentes.

  2. a impunidade na Brasil é muito grande está a mudar muito (demasiado) lentamente. Se a jornalista é atacada nada acontece se a jornalista mente nas suas reportagens nada acontece… está instalado a anarquia cada um faz o que quer.

Deixe uma resposta