Nossa Senhora dos Prints rebate juíza do RS que não quis ser identificada como de extrema-esquerda

Com relação às reclamações de uma juíza do RS que não gostou de ser identificada como extrema-esquerda em uma matéria do JornaLivre, novas informações surgem e apimentam a discussão. Como se sabe, está rolando o maior mimimi por causa de nossa matéria, que tão somente trazia uma crítica legítima. Ela parece estar incomodada com o fato de o MBL ter divulgado nossa matéria.

Ela se diz vítima de uma “caça às bruxas”, e chegou a declarar o seguinte, em entrevista ao Sul21: “O MBL é um movimento organizado com objetivos específicos, dentre os quais auxiliar a promover o completo desmanche do arremedo de Estado social que duramente conquistamos no país. Então, faz parte disso atacar quem trabalha com os direitos sociais. Falar em ‘ideias de extrema esquerda’ é risível. Aliás, essa insistência em rotular as pessoas que se opõem ao senso comum do capital como “petistas” ou “de esquerda” geralmente revela apenas um modo de tentar desqualificar o discurso.”

O trecho de nossa matéria do qual ela reclama é este: “A juíza, que seria adepta das ideias de extrema-esquerda, acolheu pedidos liminares do Sindicato dos Empregados em Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisa e de Fundações Estaduais do Rio Grande do Sul (Semapi), e impediu as demissões de servidores da Fundação para o Desenvolvimento de Recursos Humanos (FDRH), Fundação Zoobotânica, Fundação de Economia e Estatística (FEE), Fundação de Ciência e Tecnologia (Cientec) e Metroplan.”

Porém, alguns printscreens mostram a juíza defendendo ideias de extrema-esquerda, incluindo até invasões de escolas:

_valdete_01

_valdete_03

_valdete_04

_valdete_05

_valdete_06

Foto da matéria: Maia Rubim/Sul21

Anúncios

7 comentários sobre “Nossa Senhora dos Prints rebate juíza do RS que não quis ser identificada como de extrema-esquerda

  1. Bom, se a gente validar a cobrança que fizeram ao Júlio Marcelo de Oliveira por ele somente colocar no FB que estavam protestando no TCU, feita PELOS PRÓPRIOS ESQUERDISTAS, a juíza tem que ser exonerada imediatamente.

Deixe uma resposta