Carta Capital defende protestos com queima de ônibus: são uma bela “expressão de luta”

A revista de extrema-esquerda, Carta Capital, está cada vez mais extrema. Não bastasse ter grande parte de suas matérias guiadas diretamente por Lula e de ter sido financiada pela Odebrecht com dinheiro de caixa 2, não está satisfeita em apenas cometer crime ao aceitar este tipo de parceria. Agora a revista petista incentiva a depredação de ônibus.

Segundo o ILISP, no blog “Justificando”, da Carta Capital, o artigo “Queimar ônibus é uma das formas de luta pelo direito humano ao transporte público“ estimula seus militantes (ou “leitores”, como preferir) a queimar ônibus em protestos porque seria um “expressão de luta”. Veja um trecho do texto cujos autores são formados em Direito Humanos:

“Queimar ônibus (…) é uma das expressões da luta pelo direito humano ao transporte público, que é, em suma, um imperativo para garantia do direito à cidade. O ônibus queimado é um símbolo da indignação dos corpos incendiados diariamente dentro e nas paradas dos ônibus precários e lotados na cidade, e sua fumaça não pode servir de cortina para esconder as arbitrariedades do Poder Público.”

Qualquer cidadão de bem sabe que existem maneiras mais efetivas e menos violentas  protestar contra algo que gere insatisfação. Além disso, queimar transporte público teria como maiores prejudicados os mais humildes.

Anúncios

Um comentário sobre “Carta Capital defende protestos com queima de ônibus: são uma bela “expressão de luta”

Deixe uma resposta