Sindicato de Floripa que teria recebido R$ 4 mi em 2016 diz que proposta de austeridade é culpa dos ricos

O Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Florianópolis (SINTRASEM) se posicionou contra as medidas de austeridade encaminhadas à câmara de vereadores pelo prefeito Gean Loureiro. Segundo a organização de extrema-esquerda, as medidas são culpa dos ricos que sonegam impostos.

Entretanto, em notícia veiculada hoje no jornal impresso de maior circulação de Santa Catarina, consta que o mesmo sindicato recebeu em 2016 cerca de 4 milhões de reais de contribuições obrigatórias pagas pelo suado dinheiro dos trabalhadores de verdade. Não existe qualquer tipo de prestação de contas dessa verba, nem qualquer indício de utilização desse dinheiro, o que abre precedente para dúvidas quanto ao mau uso dos recursos financeiros.

“Com a gravidade da situação, da câmara e Prefeitura interessadas apenas em governar para os ricos e os brutais ataques propostos, só nos resta mobilizar e lutar” diz uma nota postada no site do SINTRASEM. A declaração foi motivo de piada nas redes sociais. Internautas mencionaram os 4 milhões recebidos pelo SINTRASEM e questionaram quem, afinal de contas, eram os ricos da história.

Desde que assumiu o mandato, o prefeito eleito tem adotado medidas importantes de austeridade que têm causado fúria em sindicatos e partidos de esquerda, na capital catarinense.

Fonte: RBS.

Anúncios

Um comentário sobre “Sindicato de Floripa que teria recebido R$ 4 mi em 2016 diz que proposta de austeridade é culpa dos ricos

  1. Esses sindicatos não servem pra nada, não representam ninguém, são um bando de chupins que vivem enganando e explorando o trabalhador e deveriam ser fechados e seus dirigentes pelegos voltarem a trabalhar e quem sabe, produzir alguma coisa de util .

Deixe uma resposta