Mídia zumbi: Doria apaga pichações mas Veja se preocupa com “tênis de marca” sujo

Já se criou no imaginário comum a ideia de que a grande mídia quase sempre está mentindo ou distorcendo informações, além de não conseguir esconder mais seu viés esquerdista. No Brasil, o viés é de extrema-esquerda. Até mesmo a Veja, que já se opôs ao PT, tem se tornado órgão de propaganda dos partidos totalitários após a entrada de André Petry na chefia da revista.

Sem parecer se preocupar com sua reputação, a Veja publicou o seguinte, a respeito de uma ação de João Dória neste sábado:

O uniforme verde, alinhado e bem passado, de gari ficou no armário. Neste sábado 14, de tênis Osklen, óculos de proteção, máscara e avental, João Doria apagou pichações de uma mureta na avenida 23 de Maio, em São Paulo. “Pintei com enorme prazer três vezes mais a área que estava prevista para pintar e dar a demonstração de apoio à cidade e repúdio aos pichadores”, disse. No fim do trabalho, uma lástima: seu tênis ficou todo sujo de tinta.

Apesar de reconhecer “grafiteiros e muralistas” como artistas, o prefeito afirmou que vai limitar as obras espalhadas pela 23 de Maio. “Os grafites serão mantidos em oito espaços já definidos previamente pela Secretaria de Cultura. Os demais, que já estão envelhecidos ou infelizmente foram mutilados por pichadores, serão pintados.”

Doria também voltou a falar no “grafitódromo”, espaço que quer reservar para painéis e murais na cidade, mas não informou em que região vai ser instalado. Segundo o prefeito, a área terá lojas de itens licenciados para viabilizar o negócio e será inspirada em “um bairro de Miami Beach”.

Durante o ato, o prefeito pediu para os moradores de São Paulo filmarem, fotografarem e denunciarem pichadores. “Se preferirem continuar pichando a cidade, terão o rigor da lei. É tolerância zero”, disse. Segundo a Lei de Crimes Ambientais , a pena prevista para quem pichar um monumento urbano varia de três meses a um ano, além de multa.

Quer dizer: o tênis sujo de tinta não era assunto, mas eles não só incluíram na matéria, como também no título: “João Doria apaga pichações e suuja tênis de marca”.

Duas coisas que a Veja obviamente não mencionou: o prefeito não recebe salário e comprou seu tênis com o próprio dinheiro.

Para quem não acredita no que a Veja fez, aqui está o printscreen:

joao_doria

Anúncios

14 comentários sobre “Mídia zumbi: Doria apaga pichações mas Veja se preocupa com “tênis de marca” sujo

  1. Nossa midia e suja e mal intencionada. A revolta e saber que como a direita não haverá mais dinheiro nosso grátis. Sao poucos os políticos que trabalham em prol da população, e ninguém acredita mais em 97% deles.

  2. Cara, fazer um artigo encima disso porque falou do tênis de marca do cara? acho que esse negócio aqui exagera mto! nem focaram no tênis cara… meu deus… depois fala de mimimi dos outros!

  3. Qual o problema de usar tênis de marca? Ele trabalhou, e comprou…! Óbvio. Se o prefeito usasse conga, iam falar do mesmo jeito!! Deixa pra lá…enquanto eles ladram nos trabalhamos e seguimos adiante ….!! Com a consciência tranquila!!

  4. A revista Veja chega a ser ridícula! Ao invés de respeitar seus leitores, os trata como idiotas.
    Recebi agora a renovação!
    Bananas para você meu caro Petry!
    Fique com sua esquerda que não deu certo em nenhum lugar do mundo!

  5. Reclamou da Veja sobre o tenis e aproveitou para tentar criar uma falsa assimilação de apoio da veja ao PT. reclamou e usou da mesma estratégia da Veja e da Rede nojo, oops.. globo. kkkk. blog PSDBista tendencioso como a famigerada Veja.

Deixe uma resposta