Desembargador que vetou aumento de salário para vereadores em SP recebeu R$ 92 mil em novembro

A coluna Painel, de Mônica Bergamo, divulgou que “o desembargador que barrou o aumento de salário dos vereadores de SP –de R$ 15 mil para quase R$ 19 mil– recebeu R$ 92 mil de salário em novembro. O mês é o último com dados atualizados no portal do TJ-SP (Tribunal de Justiça de SP). Dimas Borelli Thomaz, assim como outros desembargadores da corte, possui ganhos acima do teto constitucional, de R$ 33,7 mil”.

Vale lembrar que em sua sentença, Dimas disse que o reajuste “mostra-se incompatível com os primados da moralidade, da proporcionalidade, da razoabilidade e da economicidade”.

Ocorre que o salário dos desembargadores toma como base o valor de R$ 30 mil. Segundo o TJ-SP, o excedente se refere a subsídios e verbas indenizatórias.

Dimas alega que sua folha de novembro inclui uma parcela do 13º e recomposições. “Não existe ilegalidade nem imoralidade”, afirma.

Bem, ilegal não é. Mas quanto a ser imoral…

Anúncios

Deixe uma resposta