Pressão popular faz com que Câmara queira cassar supersalários

Com a duas derrotas na justiça, e a pressão popular, a Câmara de vereadores de São Paulo lança um pacote de redução de gastos.

São quatro medidas que visam acabar com os supersalários, enxugar a folha de pagamento e diminuir valores de contratos. Não há ainda uma estimativa da economia que será gerada com as medidas.

As medidas consistem em cortar salários de servidores que recebem acima do teto do funcionalismo municipal; diminuir a folha de pagamento, demitindo funcionários contratados via CLT com mais de 75 anos; cortar regalias de funcionários em condições irregulares e renegociar contratos da casa com fornecedores externos.

Anúncios

Deixe uma resposta