Juíza que substitui Moro determina: ex-tesoureiro do PT vai ter que provar que não tem como pagar fiança de R$ 1 milhão

O ex-tesoureiro do PT, Paulo Ferreira, está travando uma batalha para deixar a prisão. Esta luta ganhou um novo episódio agora, com a juíza federal Gabriela Hardt, substituta de Moro.

O petista alega que “não tem como” pagar a fiança de R$ 1 milhão, e na última segunda-feira a juíza exigiu que a defesa de Paulo Ferreira comprove a ausência de recursos hábeis para pagar o valor estipulado.

De acordo com o Estadão, o valor foi estipulado por Sérgio Moro em 16 de dezembro de 2016. Desde então, a defesa entrou com pedidos de reconsideração para que a Justiça aliviasse, alegando que Ferreira está ‘desempregado e com dívidas’. A juíza havia pedido que os defensores do ex-tesoureiro indicassem um imóvel para cobrir o valor da fiança, mas os advogados informaram que o petista não tinha um imóvel para dar como garantia.

Parece piada, mas não é!

Anúncios

Um comentário sobre “Juíza que substitui Moro determina: ex-tesoureiro do PT vai ter que provar que não tem como pagar fiança de R$ 1 milhão

  1. “Juíza exigiu que a defesa de Paulo Ferreira comprove a ausência de recursos hábeis para pagar o valor estipulado”.
    A família do meliante terá que pedir uma certidão de todos os cartórios de imóveis do Brasil, além de solicitar que a Federação dos Bancos ou o Banco Central emitam uma certidão dizendo se o sujeito tem conta em alguma instituição, caso sim, mostrar o seu extrato bancário.
    A juíza deveria solicitar que o sujeito pagasse esse valor posteriormente em várias prestações, além de indicar um fiador.

Deixe uma resposta