Maduro aumenta salário mínimo em 50% durante crise total. País deve afundar de vez…

O ditador venezuelano Nicolás Maduro anunciou que vai aumentar em 50% o salário mínimo no país, que passará a ser o equivalente a US$ 60 por mês, o que em moeda local são mais de 40 mil bolívares.

A medida é um paliativo vergonhoso para um país que enfrenta uma crise de inflação gravíssima, além de um total crise econômica. Aumentar o salário mínimo não possui efeito prático, serve somente para enganar o povo e ludibriá-lo com uma promessa impossível de ser cumprida. A verdade é que as empresas que não podem arcar o montante.

A oposição na Venezuela acusou #Maduro de ser o principal responsável pela grave crise econômica que afeta o país com as maiores reservas de petróleo do planeta. O presidente socialista, por sua vez, disse que sua administração é vítima de uma “guerra econômica” que visa derrubá-lo.

Anúncios

Deixe uma resposta