Supersalários: desembargadora do Amazonas recebeu R$ 261 mil em 4 meses mesmo estando afastada

O massacre no presídio de Manaus ao menos serviu para dar visibilidade a algumas tragédias menos sanguinárias, digamos. A desembargadora Encarnação das Graças Salgado, apesar de afastada do Tribunal de Justiça do Amazonas desde junho de 2016, , recebeu, de lá até outubro, subsídios da ordem de R$ 261 mil.

Vale lembrar que a magistrada é investigada pela PF, na Operação La Muralla 2, por suspeita de ligação com a facção criminosa Família do Norte (FDN), envolvida em uma série de assassinatos, roubos e tráfico de drogas.

O Estadão fez um gráfico com os créditos (sem contar seu salário) da magistrada:

 

Infographic (2)No período analisado, a remuneração mensal de Encarnação ficou acima do teto constitucional de R$ 33.763.

O subsídio de Encarnação se manteve no nível que a desembargadora recebia antes de ser afastada. Em janeiro, o rendimento líquido foi de R$ 51.181,04. No mês seguinte, R$ 43.817,19. Este valor foi recebido em fevereiro, abril e maio.

O afastamento da magistrada investigada foi uma decisão da Corte Especial do STJ em virtude de uma manifestação do Ministério Público Federal, que responsabilizou a desembargadora por recebimento de propinas em troca de decisões favoráveis a integrantes da FDN, a já famosa facção de bandidos bárbaros.

Do Estadão.

Anúncios

2 comentários sobre “Supersalários: desembargadora do Amazonas recebeu R$ 261 mil em 4 meses mesmo estando afastada

Deixe uma resposta