Crivella vai investigar caixa do IPTU para ver se há mutretas da gestão anterior

Segundo O Globo, o prefeito Marcelo Crivella assumiu a prefeitura do Rio com o pé direito, o que é alguma coisa, mas pode ser pouco, até nada. Ele quer investigar se há irregularidades no IPTU restantes da administração anterior.

O Rio de Janeiro tem dois milhões de imóveis cadastrados. Seis em cada dez não pagam o Imposto Predial e Territorial Urbano, o IPTU. No começo esteve a ideia de isentar de IPTU os aposentados que tivessem mais de 60 anos, apenas um imóvel com menos de 80 metros quadrados e renda inferior a dois salários mínimos. Depois, entraram os teatros, escolas, clubes esportivos, sindicatos, associações de moradores, edificações de empresas agrícolas e editoras. O que uma próspera editora tem a ver com um aposentado sexagenário que vive num pequeno apartamento de subúrbio, não se sabe.

Mesmo com essa distorção genérica, é impossível chegar-se a 1,4 milhão de residências isentas de IPTU. Há irregularidades, certamente.. A decisão de Crivella, se for adiante, nada tem a ver com aumento de IPTU, será simplesmente a expressão de uma vontade de cobrar a quem deveria pagar, num estado falido.

Anúncios

Deixe uma resposta