Negócio da China, ops, do Brasil: cada US$ 1mi de propina dava retorno de US$ 4 mi em contratos para Odebrecht

Odebrecht dando lição de empreendedorismo sujo. Segundo revelações do Ministério Público da Suíça, para cada US$ 1 milhão pago em propinas a políticos, funcionários públicos brasileiros e de estatais, a empresa obtinha um lucro de US$ 4 milhões com contratos que eram repassados por políticos beneficiados.

O esquema tinha um nível de profissionalismo surpreendente. Tratava-se de uma operação regular, normalmente atrelada às campanhas políticas, partidos ou políticos no Brasil, inclusive ministros. Estes dados foram usados como base pelo Ministério Público suíço para multar a empresa brasileira.

Nas evidências expostas pelas investigações, ao menos 66,5 milhões de francos suíços (aproximadamente R$ 210 milhões) foram pagos em propinas a ex-diretores de estatais e outros funcionários públicos no Brasil, em contas oriundas da Suíça. A Odebrecht recebeu na semana passada uma notificação de multa do mesmo país, por conta de umacordos de leniência fechados pela construtora no Brasil e ainda nos EUA, como foi amplamente divulgado na última semana. .

O MP suíço conclui a informação de forma triste para nós, brasileiros: “os interesses fiscais públicos do Estado brasileiro foram afetados: a comunidade pagou um preço inflacionado pela realização dos projetos dados para a Odebrecht e também financiou a propina”. Ou seja, mais uma vez, quem perde são os mais pobres.

Fonte

Anúncios

Deixe uma resposta