Vereadores de São Paulo que aprovaram aumento de salários têm R$ 46 milhões em bens

Os vereadores paulistas que votaram a favor de um aumento de 36,3% em seus salários tem mais de R$ 46 milhões em patrimônio.

Dos 30 vereadores que votaram a favor do aumento, 13 são milionários. Adilson Amadeu, do PTB, é vereador desde 2004 e é hoje o parlamentar mais rico do grupo, com cerca de 8,5 milhões em patrimônio. O segundo mais abastado é Wadih Mutran, do PDT, com R$ 4,7 milhões, e o terceiro é Gilson Barreto do PSDB, com R$ 3,1 milhões.

O custo por vereador paulistano seria de R$ 2,1 milhões por ano com o reajuste, com a verba de gabinete e outros benefícios. Porém, a Justiça derrubou o reajuste por liminar neste domingo, atendendo o anseio  popular. O presidente da Casa, o petista Antonio Donato, diz que vai recorrer. A Ordem dos Advogados do Brasil estuda entrar com ação para também barrar o reajuste.

Anúncios

2 comentários sobre “Vereadores de São Paulo que aprovaram aumento de salários têm R$ 46 milhões em bens

Deixe uma resposta