Salário de médicos no Rio está 4 meses atrasado, mas sindicato ainda não quer pacote de soluções

O Rio de Janeiro enfrenta há meses uma crise econômica pior até do que a que afetou o Brasil como um todo. O estado jogou muito dinheiro fora nas obras da Copa do Mundo e das Olimpíadas, além de ter passado por governos com irresponsabilidade fiscal ao estilo Dilma.

Agora, ainda que seja tarde, o governo apresentou um pacote de medidas que podem resolver o problema, propondo com isso responsabilidade fiscal. O Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro (Cremerj) entrou com uma ação civil pública contra o governo do Estado para garantir o pagamento integral dos médicos servidores públicos.

O pedido, com caráter de urgência, requer a regularização imediata dos vencimentos e demais benefícios. Em algumas unidades de saúde, os médicos não recebem há mais de 120 dias.

Obviamente esta é uma situação que poderia ter sido evitada se o governo não tivesse, por anos, jogado tanto dinheiro público pela janela. Ainda assim, sindicatos que dizem se preocupar com a classe trabalhadora lutam contra os pacotes que, no futuro, poderão evitar crises como esta.

Anúncios

Deixe uma resposta