Golpe? PT fez acordo para salvar Dilma e irá votar no candidato do PMDB para presidir o Senado

É sabido que houve um grande acordo entre senadores e o próprio STF para salvar Dilma Rousseff em agosto. Apesar de ter sofrido o impeachment, na votação final resolveram fatiar o julgamento para manter seus direitos políticos, uma medida absolutamente inconstitucional.

Na ocasião isso foi possível porque houve um acordo entre senadores do PT e Renan Calheiros, que se reuniram poucas horas antes da votação final. Qual foi o acordo? Renan fatiaria a votação, salvaria Dilma de uma punição de verdade, e em troca os petistas votariam no candidato que o PMDB lançasse para a presidência do Senado no ano que vem.

O nome do PMDB para presidir o Senado será, provavelmente, o de Eunício Oliveira. Com isso, petistas querem saber qual vai ser o espaço deles na Mesa Diretora. Afinal, uma mão lava a outra. Eunício, em reunião com Humberto Costa e Paulo Rocha, prometeu a Primeira-Secretaria e a Comissão de Assuntos Sociais ao PT, duas alas importantes da casa.

Parece, no fim das contas, que houve mesmo um golpe, mas ele não foi contra o PT e sim contra o povo!

Anúncios

2 comentários sobre “Golpe? PT fez acordo para salvar Dilma e irá votar no candidato do PMDB para presidir o Senado

Deixe uma resposta