Dilma diz que “só eleição direta pode repactuar o país”, mas ‘esquece’ que a eleição dela foi direta

por Baltazar Soares

A ex-presidente Dilma, mãe da crise econômica iniciada ainda no governo Lula, deu uma entrevista para a TV Telesur, venezuelana, obviamente sob o controle da ditadura de Maduro. Ela aproveitou para falar mal do atual governo e para dizer que sofreu um golpe, o que já era esperado.

Como se realmente entendesse do assunto, Dilma falou da reforma trabalhista e da reforma da previdência. O que ela disse? Que é um golpe.

“O Brasil só vai se recuperar desta crise se houver eleições diretas para presidente. Porque só a eleição direta pode repactuar o País”, afirmou. Note que a frase é redundante, como é de praxe com a petista. No entanto, se analisarmos o conteúdo, perceberemos algo “engraçado”: Dilma e Temer foram eleitos por meio de eleição direta.

As eleições de 2010 e 2014 foram diretas, assim como todas as últimas eleições. Dilma foi eleita pelo voto direto juntamente com Temer, seu vice. Sendo assim, a “solução” para a crise apresentada por ela já está em curso, resta saber se vai mesmo funcionar.

Anúncios

3 comentários sobre “Dilma diz que “só eleição direta pode repactuar o país”, mas ‘esquece’ que a eleição dela foi direta

Deixe uma resposta