Blogueiro petista reconhece: em 2016 direita deu uma surra na extrema-esquerda

O petista Moisés Mendes, em artigo para o “jornal” GGN, escreveu se lamentando pelas sucessivas derrotas da extrema-esquerda. Chamando quem pensa diferente de “imbecil”, típico, o petista também demonstrou irritação com o fato de que a extrema-esquerda, mesmo sendo organizada e paga com dinheiro público, não consegue mais manter o controle.

“O ano de 2016 pode ter nos deixado mais imbecis por uma sequência de desatinos levados adiante com naturalidade. Políticos, empresários, procuradores, juízes, jornalistas e outros que ainda contribuem para a imbecilização do país não sofreram nenhum constrangimento da força para aderir ao projeto de produzir idiotas. A linha de montagem da imbecilidade é civil”, escreveu o petista nervoso.

E continuou:

“[…] a imprensa brasileira contribuiu por conta e risco para a transformação de 2016 no ano da idiotia. A imprensa foi uma das idealizadoras e executoras do projeto de destruição das esquerdas e da democracia e de preservação de todos os envolvidos no golpismo.”

Curiosamente, Moisés fala da mesma imprensa que encobriu os desmandos do PT o quanto pode; fala da Folha de São Paulo que segurou por dois meses a informação de que Lula é o “Amigo” da planilha da Odebrecht; fala da mídia que trabalhou firme e forte contra o governo Temer tão logo ele assumiu o poder; fala de uma imprensa cujos jornalistas nunca tiveram sequer a coragem de fazer uma pergunta mais incisiva a uma presidente comprovadamente corrupta.

O restante do artigo do petista é só isso. Cinismo, reclamações, queixas, lamúrias e xingamentos contra seus opositores. No fundo, ele assume: a extrema-esquerda perdeu.

Anúncios

Um comentário sobre “Blogueiro petista reconhece: em 2016 direita deu uma surra na extrema-esquerda

  1. O cara, como todos os petistas, é um filho da puta endógeno. Nasceu com esse gen!!!
    Muito provavelmente vai morrer assim, sem dar o braço a torcer.

    Paulo Otranto

Deixe uma resposta