Mito: “Não há deficit na previdência”. Eis o desmascaramento

O especialista em finanças públicas Darcy Francisco de Carvalho fez um vídeo didático onde desmentiu de uma vez por todas o mito de que não há déficit na previdência.

Confira:

Anúncios

7 comentários sobre “Mito: “Não há deficit na previdência”. Eis o desmascaramento

  1. Ok, mas qual o motivo de a previdência privada, além de ser mais vantajosa na questão do retorno, podendo chegar ou até passa dos 1000% a mais comparada com a publica, ainda gera lucro para os bancos???

  2. Matéria amadora, não conhece o básico em Previdência Social e se mete o expert… não sabem a diferença entre RPPS e RGPS e se atreve a falar do assunto em veículo de grande circulação como se fossem estudiosos e pesquisadores do assunto…aceitem o desafio da comissão de direito previdenciário OAB/SP p o debate, se é ibope q querem certamente terá.

  3. Para saber que a Previdência sempre foi superavitária, não é preciso ser um especialista em Previdência Social e nem saber a diferença entre Regime Próprio de Previdência e Regime Geral de Previdência, basta ser apenas um bom observador. Ver o que foi gasto em Previdência e o que sempre foi desviado das verbas da Previdência, para outros fins. Obras executadas com dinheiro da Previdência,como a construção de Brasília, a Ponte Rio-Niteroi,a estrada Belém-Brasília,os prédios suntuosos do INSS espalhados por todo o Brasil e tantas outras…No governo Lula,segundo a Anfisa, R$ 165 bilhões da seguridade social,foram desviados para atingir as metas de ajuste fiscal.

  4. Porque a previdência está em déficit? Porque é um sistema de pirâmide, ou seja, uma fraude. Nem todo mundo que recebe (beneficiário) pagou pelo seu benefício. Do mesmo modo que nem todo mundo que paga (contribuinte) vai receber seu benefício exatamente o mesmo montante que ele contribuiu por todo um longo período de tempo. Não precisa ser “especialista” em nada para simplesmente observar esse sistema e concluir que: Isso nunca vai funcionar; Isso não tem como dar certo!

Deixe uma resposta