Eugênio Aragão perde a linha e diz a Deltan: “Se acham lindinhos, né?”

O procurador Eugênio Aragão perdeu a linha em uma carta que mandou para Deltan Dallagnol, se mostrando indignado com o trabalho da Lava-Jato. A narrativa criada por Eugênio é a de que expor os esquemas envolvendo a Odebrecht e Braskem fará mal à economia brasileira e seria uma forma de privilegiar empresas americanas.

“Vocês conseguiram agradar ao irmão do norte que faturará bilhões de nossa combalida economia e conseguiram tirar do mercado global altamente competitivo da construção civil de grandes obras de infraestrutura as empresas nacionais. Tio Sam agradece. E vocês, Narcisos, se acham lindinhos por causa disso, né? Vangloriam-se de terem trazido de volta míseros dois bilhões em recursos supostamente desviados por práticas empresariais e políticas corruptas. E qual o estrago que provocaram para lograr essa casquinha? Por baixo, um prejuízo de 100 bilhões e mais de um milhão de empregos riscados do mapa.” Diz o procurador em um trecho da carta.

A ideia não podia estar mais distante da realidade. Ele está tentando responsabilizar os investigadores pelo crime que os criminosos cometeram. Isso não faz o menor sentido.

Anúncios

4 comentários sobre “Eugênio Aragão perde a linha e diz a Deltan: “Se acham lindinhos, né?”

  1. este cara com certeza faz parte deste grupo criminoso que destruí o país e continua a fazer. confisco de bens. e cadeia para todos eles urgente. Produto

Deixe uma resposta