Janaína Paschoal sobre escândalo da Braskem: “Espero que façam as perguntas que eu não pude fazer”

A professora Janaína Paschoal, autora do pedido de impeachment, diz que tratou de ligações da ex-presidente Dilma com a Braskem e a Odebrecht na denúncia, mas que essa parte foi retirada da discussão no processo de impeachment.

Na ocasião ela foi impedida de fazer perguntas sobre o assunto sob a alegação de que esses fatos não eram relevantes. “Espero que as autoridades brasileiras façam as perguntas que eu fui impedida de fazer. Talvez as autoridades estrangeiras façam antes.” Disse Janaína.

“É revoltante. Agora, talvez, o povo brasileiro comece a entender porque o advogado de Dilma queria limitar os temas discutidos no processo! Vou ver um a um cair, esse saque não vai ficar impune”. Completou.

Anúncios

5 comentários sobre “Janaína Paschoal sobre escândalo da Braskem: “Espero que façam as perguntas que eu não pude fazer”

  1. Antes eram aparências ‘ hoje são evidências – tempo perdido, não! – agora ja passou a indigestão – na tempestade aguentamos firmes – agora a bonança…….

  2. Tu será vingada Janaina cabra da peste . (Tanto pro masc ou fem ) sabe que eu pessoalmente prefiro que ela seja questionada pelos gringos .lá o borogodo é forte vc sabe e a maxima se logropetra: nao existe crime perfeito . Esta lacraia ain da vai pagar e não (receber) e ainda falta o julgamento da chapa .eeeiiiiita coisa boa e ser honesto ! Estes vermes nunca terão socego. ..ONÇA SELVA .

Deixe uma resposta