EUA podem pedir prisão de Lula e Dilma

 

Os procuradores americanos chamam Lula e Dilma de “Brazilian Official 1” e “2”. Ao menos é o que consta em alguns documentos que foram revelados para a força-tarefa da Lava Jato aqui no Brasil.

Diante disso, somando-se às delações contra ambos ex-presidentes, o que pode acontecer? Ainda não se tem certeza, mas é possível que o FBI peça a prisão de Lula e Dilma nos próximos meses, o que significa que nenhum dos dois pisará tão cedo em solo americano.

Anúncios

28 comentários sobre “EUA podem pedir prisão de Lula e Dilma

    1. Não será possível, os advogados de defesa dele vão alegar que os presídios americanos não oferecem condições para recebê-los, que poderão sofrer tortura, blá blá… Enfim todos aqueles argumentos que costumam usar para desqualificar seus adversários.

  1. Qual a fonte desta ”notícia” ?
    O nome do repórter que não aparece? Qual é a autoridade que os EUA tem sobre o nosso país? kkkkkkk Ridículo para dizer o mínimo.

  2. Tudo o que precisávamos, os EUA apitando aqui tal como faz no Iraque, Síria, Afeganistão… Eu quero que o governo americano se foda… Os simpatizantes também

  3. Nossa cara, vcs estão cada vez piores. E ainda tem gente compartilhando isso.
    O desespero bateu forte hein?
    As máscaras já caíram. Ainda tem uns imbecis que comem a merda q vcs excretam, mas grande parte já entendeu como isso funciona.
    Vcs podiam aproveitar a oportunidade e virar um site de notícias de qualidade.

  4. Extradição pra eles. Aqui não ficarão presos dois anos e terão todas as mordomias possíveis na cadeia. Uma penitenciária federal americana pra eles. E que nós nunca mais ouçamos falar deles.

  5. Vai a acontecer com Lula e a Dilma o mesmo que aconteceu com os corruptos da Fifa vão ser preso à justiça do tio San não é igual a nossa la tem moral

  6. Quanta bobagem desses coxinhas corruptos e reacionários…Isso jamais acontecerá. Essa canalha chinfrim e ordinária não se cansa nem se envergonham de falar essas asneiras, nas quais nem os próprios, acreditam.

Deixe uma resposta