PEC do Teto congelou o fundo partidário para o ano que vem, mas aumentou orçamento de saúde e educação

Mais cedo publicamos a informação de que o senador Magno Malta sugeriu um congelamento do fundo partidário pelos próximos anos. De fato, com a PEC do Teto, o congelamento já aconteceu, ao menos para o ano que vem.

Em compensação, os investimentos em saúde e educação vão aumentar consideravelmente. Aliás, toda a narrativa petista de que a PEC congelaria investimentos nesses setores por 20 anos nunca passou de uma grande invenção, já que o próprio texto da PEC jamais estipulou isso.

O que motivou toda essa chicana, os protestos, as invasões nas escolas e a morte de um jovem em Curitiba não foi mais do que o revanchismo barato do PT e sua claque. Eles ficaram nervosos por perderem o trono da presidência, e ficaram ainda mais nervosos depois das eleições e da resposta do povo. Fizeram tudo isso apenas para atingir Temer, sem se importar se prejudicariam a população como um todo.

O importante é que para o ano que vem teremos um orçamento maior para educação e saúde e menos dinheiro público para os partidos.

Anúncios

Deixe uma resposta