Denúncia sobre imóvel da Odebrecht para Instituto Lula foi confirmada não por um, mas três delatores

Três delatores da Odebrecht confirmam em seus depoimentos a denúncia acatada pelo juiz Sérgio Moro, de que o imóvel em São Paulo destinado à construção de uma nova sede do Instituto Lula teria sido comprado pela empreiteira como parte da propina, decorrente de negócios na Petrobras.

As declarações foram feitas por Marcelo Odebrecht, ex-presidente do grupo; Alexandrino Alencar, ex-diretor de relações institucionais; e Paulo Melo, ex-diretor-superintendente da Odebrecht Realizações Imobiliárias.

A ideia, segundo os delatores, era que após a Odebrecht comprar o imóvel outras grandes empresas ajudassem a construir o prédio do Instituto Lula.

Anúncios

Um comentário sobre “Denúncia sobre imóvel da Odebrecht para Instituto Lula foi confirmada não por um, mas três delatores

Deixe uma resposta para idenilso lopes Cancelar resposta