Denúncia sobre imóvel da Odebrecht para Instituto Lula foi confirmada não por um, mas três delatores

Três delatores da Odebrecht confirmam em seus depoimentos a denúncia acatada pelo juiz Sérgio Moro, de que o imóvel em São Paulo destinado à construção de uma nova sede do Instituto Lula teria sido comprado pela empreiteira como parte da propina, decorrente de negócios na Petrobras.

As declarações foram feitas por Marcelo Odebrecht, ex-presidente do grupo; Alexandrino Alencar, ex-diretor de relações institucionais; e Paulo Melo, ex-diretor-superintendente da Odebrecht Realizações Imobiliárias.

A ideia, segundo os delatores, era que após a Odebrecht comprar o imóvel outras grandes empresas ajudassem a construir o prédio do Instituto Lula.

Anúncios

Um comentário sobre “Denúncia sobre imóvel da Odebrecht para Instituto Lula foi confirmada não por um, mas três delatores

Deixe uma resposta