Ciro Gomes tenta enganar o Brasil com vice empresário. Foi o que Lula fez em 2002

Já faz um tempinho que muita gente sabe: Ciro quer concorrer a presidência em 2018. Para que isso dê certo ele tem voltado a aparecer com frequência, seja na mídia ou em universidades. É um dos “novos nomes” da extrema-esquerda, que agora precisa se refugiar das marcas deixadas pelo PT.

Para seguir os passos de Lula, o partido vem buscando um nome do setor empresarial para compor a chapa. Em 2002, o empresário José de Alencar, do ramo têxtil, foi vice do molusco, e isso garantiu grande apoio financeiro para a campanha petista.

O PDT dá como certa a construção de palanques para Ciro em São Paulo e no Rio de Janeiro, encabeçados pelo correligionário Gabriel Chalita, candidato ao governo paulista, e pelo prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, do PV, postulante ao comando do Executivo fluminense.

Anúncios

3 comentários sobre “Ciro Gomes tenta enganar o Brasil com vice empresário. Foi o que Lula fez em 2002

  1. Ciro Gomes só faz graça. Ninguém é tão burro ou louco o suficiente pra apoiar e financiar uma candidatura do cangaceiro que diz que recebe visita de juíz da lava jato na bala.

  2. Arrogante, truculento, destemperado é orgulhoso. Vindo de uma família de políticos, não é à toa que tem uma boa retórica: é um político profissional, vive disso, de induzir e conduzir mentes usando artifícios, lógica, demagogia, silogismo e muito sofisma, juntamente com o conhecimento que possui. Mas não se enganem, é uma ávida raposa da velha política…

Deixe uma resposta