Mídia calhorda: Caminhões autômatos e a mentira por meio da omissão

por Baltazar Soares

Globo, G1, Uol, Folha de São Paulo, IG, Estadão… O que todos estes portais de notícia têm em comum?

Na noite de ontem e ainda hoje pela manhã, todos eles noticiaram o ataque terrorista em Berlim com títulos como “caminhão invade” ou “caminhão atropela”, como se caminhões fossem máquinas autômatas capazes de tomar decisões ou praticar atos por conta própria.

O nome disso é mentir por omissão, é o tipo de coisa que jornalistas de verdade não deveriam fazer, especialmente quando se trata de um assunto tão sério: a vida humana. O terrorismo é o crime mais hediondo que existe, pois seu objetivo é justamente aterrorizar inocentes e impor o medo como regra.

Aliás, neste ponto os terroristas tem sido bem sucedidos. Com toda certeza a França não voltou a ser a mesma após os ataques em Paris, no ano passado, ou depois do ataque em Nice, este ano. A julgar pela quantidade de ataques terroristas na Alemanha este ano, certamente os alemães também não serão mais os mesmos.

A partir de agora, estas pessoas terão suas vidas tomadas pelo medo, pelo receio, pelo excesso de cautela e até pela paranoia. O objetivo dos terroristas é exatamente este. Uma imprensa que finge que isso não acontece faz parte do jogo. Esconder a verdade das pessoas para atender interesses políticos é um ato hediondo também, especialmente porque as pessoas precisam saber o que houve, elas têm que se preparar.

Quem faz esse tipo de matéria não é jornalista, é militante.

Anúncios

Um comentário sobre “Mídia calhorda: Caminhões autômatos e a mentira por meio da omissão

  1. Os portais publicam a notica meio que de imediato e logo no inicio nao se tinha certeza que tinha sido um ataque terrorista po mais que as suapeitas fossem fortes, mas nem as autoridades alemãs tinham certeza. Acredito que por isso o titulo da notica era caminhao e nao terrorista porque ate aquele momente da publicacao o fato que se tinha noticia e confirmado era de caminhao e nao de terrorista.

Deixe uma resposta