Detidos em barbárie contra a PEC poderão – e deverão – ser presos pela lei anti-terrorismo

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal, 72 pessoas foram detidas durante atos terroristas contra a aprovação da PEC antipedalada, e esses podem ser enquadrados na lei anti-terrorismo.

De acordo com a lei, que ironicamente foi sancionada por Dilma Rouseff, no mês de março, pode ser acusado por crime de terrorismo quem depredar ou incendiar propriedades e meios de transporte públicos ou privados, e foi exatamente o que aconteceu. Os terroristas também entraram em confronto com a polícia e deixaram cinco PMs feridos.

Anúncios

Deixe uma resposta