Governo Temer quer desideologizar a Reforma Agrária

Entre o fim do ano desse ano e o começo de 2017 o governo Temer deve ser apresentar uma medida que estabelece algumas diretrizes para a reforma agrária no país.

Transparência, critérios firmes para seleção de famílias, compra de imóveis à vista por parte da autarquia, regularização de assentados para a liberação de crédito e celeridade na titulação das terras são algumas das diretrizes estabelecidas pela MP. A expectativa é que 220 mil famílias sejam regularizada até 2018.

Temer quer uma “desideologização” do tema reforma agrária, e acredita que essa questão deve ser vista por um prisma econômico.

Michel também acha possível a convivência entre movimentos sociais e o setor agroexportador, o que é  questionável, visto que movimentos como MST são nada além de um braço terrorista do PT, e vão brigar pelo partido de qualquer maneira. Por anos a extrema esquerda usou a reforma agrária como moeda política, mas em todo esse tempo de governo petista se fez pouquíssimo pela causa de fato.

 

Anúncios

Deixe uma resposta