Sob nova gestão, BNDES não financia mais obras suspeitas no exterior

O BNDES é um banco público subordinado ao Ministério da Fazenda, hoje controlado por Henrique Meirelles. Sua ação é voltada a fomentar o desenvolvimento das empresas do país. Não se trata, portanto, de um banco comercial, como é o caso do Santander, do Itaú e outros que existem por aí. Estes bancos dependem das regras de concorrência, não de um órgão público.

Desse modo, era até mesmo bisonho que alguns de seus contratos fossem classificados como “sigilosos”. E aí entram alguns fatores que ajudam a entender os motivos, como o fato de que algumas dessas operações ocorreram em países como Cuba e Venezuela.

Enfim, aquilo que nem deveria começar agora acabou de vez. O BNDES vai acabar com isso e os contratos serão todos publicados, como manda a lei. Em qualquer país sério, isso seria o mínimo. Por aqui, quase aplaudimos o cumprimento de uma norma pelo próprio governo.

A informação é do site Implicante.

Anúncios

Um comentário sobre “Sob nova gestão, BNDES não financia mais obras suspeitas no exterior

  1. Enquanto existir no Brasil apadrinhamento de politicos com o BNDS, sempre vai haver grandes empresários,agronegocios; empreiteiras, levando vantagem em grandes quantidades de financiamentos.-Esse Nação Brasileira, não existem transparencia, em nenhum setor do Governo Federal, porque a corrupção anda solta por todos os setores dos Governos Estadual e Federal.-Esse é o Brasil da desigualdade social.-!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Deixe uma resposta