Punição? Emílio Odebrecht ficará 4 anos em “prisão” domiciliar

Em decorrência dos acordos de delação premiada, Emílio Odebrecht irá cumprir apenas quatro anos de prisão domiciliar, de acordo com a Folha.

Nos dois primeiros anos de “pena” Emílio poderá trabalhar durante o dia e deve ficar em casa apenas a noite; e os anos seguintes serão cumpridos em regime aberto, e ele só precisará ficar em casa nos finais de semana e usar tornozeleira eletrônica.

Durante um período de um ano ainda o dono da Odebrecht ficará livre, mas terá que atuar como uma espécie de “fiador” dos acordos com a Lava-Jato.

Como já falamos aqui outras vezes: prisão domiciliar sequer chega a ser uma punição, especialmente para alguém na condição de Emílio.

Anúncios

Deixe uma resposta