Petista Paulo Paim tira projeto de terceirização do Senado por que “quer discutir mais” com centrais sindicais

Depois reunião com centrais sindicais ligadas ao PT, o relator do projeto que regulamenta a terceirização, senador Paulo Paim (PT-RS), anunciou que o projeto será retirado da pauta de discussões do Plenário.

O relator vai apresentar seu parecer na próxima terça-feira, 13, pois a proposta já estava na pauta de votação do Plenário. Porém, Paim quer interferir para que o projeto sofra alterações que atendam aos interesses da CUT e, por isso, ainda não há previsão para a votação.

Paim deve vetar a terceirização das atividades-fim, que é uma das principais bandeiras da CUT, ligada ao PT, e para isso ele vai pedir “que se criem parâmetros para regulamentar a terceirização da atividade-meio”. Além disso, também vetará a subcontratação (quarteirização) de trabalho, abrindo exceções como no caso da construção civil ou setores que possuam legislação específica sobre o assunto.

Em seu parecer, o senador petista também deve derrubar a chamada pejotização – a contratação de indivíduos dentro das mesmas regras de microempresas. Ou seja, quer prejudicar o mercado de trabalho e reduzir o potencial empregatício de diversos setores apenas para beneficiar os sindicalistas que financiam suas campanhas.

Anúncios

Deixe uma resposta