Pimentel tenta anular provas contra si mesmo

O governador mineiro Fernando Pimentel, do PT, tenta anular provas que estão sob investigação da Polícia Federal e o ligam a benefícios obtidos pela Odebrecht, através do BNDES. O assunto ainda cabe recurso para a Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ), mas o ministro Herman Benjamin decidiu que o pedido é improcedente.

Pimentel é investigado pela Polícia Federal, suspeito de receber vantagens ilícitas em negócios fechados pela empreiteira na Argentina e em Moçambique e que contou com o apoio do BNDES.

Anúncios

Deixe uma resposta