Prefeito eleito de Osasco é alvo de prisão na Operação Caça-Fantasmas

Rogério Lins é vereador em Osasco, na Grande São Paulo, mas recentemente foi eleito como prefeito, cargo que viria a assumir no ano que vem. Parece que não vai mais…

Hoje pela manhã o Ministério Público Estadual deflagrou mais uma fase da Operação Caça-Fantasmas, que havia começado em 2015 como forma de apurar um esquema milionário de desvio de verbas através de funcionários fantasmas. Com isso, há um mandado de prisão para o prefeito eleito Rogério Lins, do PTN.

Além de Lins, que não foi localizado até o momento por supostamente estar viajando, outros 14 vereadores foram presos preventivamente. A Justiça afastou mais de 200 funcionários públicos e estima-se que o esquema tenha desviado R$ 21 milhões dos cofres públicos.

Anúncios

Deixe uma resposta