dilma-sorrindpo

Delirante, Dilma critica repressão à vândalos em protesto de Brasília e acredita que tudo não passa de perseguição sem fundamento

Em mais uma de suas demonstrações de que está deslocada da realidade ou, no mínimo, tem uma visão extremamente deturpada do que é certo, a ex-presidente petista Dilma Rousseff disse na última quarta-feira (30) em São Paulo, durante evento da CUT (Central Única dos Trabalhadores), que está em curso um “avanço do Estado de exceção sobre a democracia”. Ela comparou a repressão ao protesto contra a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) 55 na terça (29), em Brasília, a cenas da ditadura militar (1964-1985). Talvez, Dilma esperasse que os policiais, em resposta aos coquetéis molotov, depredações e agressões feitas pelos vândalos de extrema-esquerda, respondessem com flores ou permitissem tão baderna.

“Certas cenas que eu pensava estarem enterradas no passado, na ditadura militar, ressurgiram com uma força muito grande”, disse. “Foi uma repressão descarada, aberta, sem pudor”. Muito curioso ver a ex-presidente, tão agressiva contra ditaduras e ao mesmo tempo apoiar ditaduras, como a cubana, por exemplo e se emocionar recentemente com a morte de um dos piores assassinos e ditadores que o mundo já viu, Fidel Castro.

Continuando seu delírio, para a ex-presidente, a PEC –que prevê um teto de gastos do governo durante 20 anos– “compromete a democracia” e traz de volta a “política neoliberal que tínhamos enterrado em 2003”, quando Luiz Inácio Lula da Silva assumiu a presidência. Se pararmos para pensar que a PEC em questão impediria que políticos corruptos (muitos, bem próximos de Dilma) gastassem nosso dinheiro como bem entendessem, até faria algum sentido essa afirmação vinda dela.

A petista também disse que a aprovação da PEC do teto de gastos desqualifica o voto e a política, com o objetivo de fazer com que a população perca o interesse em votar.
“Estão destruindo a nossa capacidade de fazer política”. Aqui é uma frase clássica no estilo Dilma. Não é possível entender muito bem o sentido.

Sobre o atual cenário político,  a ex-presidente de extrema-esquerda afirmou que ocorre neste momento uma “perseguição desmedida aos opositores políticos” e que, na visão dela, “Construíram um inimigo. Em nome de combater esse inimigo, todas as exceções são justificadas”. Ou seja, ignorando todas as evidências que surgem constantemente contra políticos dos mais variados partidos, o PT incluso, na cabeça dela, tudo não passaria de uma perseguição infundada.

Alguém sentiu falta dela?

Fonte

2 comentários sobre “Delirante, Dilma critica repressão à vândalos em protesto de Brasília e acredita que tudo não passa de perseguição sem fundamento

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s