Moro considerou mais da metade das perguntas de Cunha a Temer descabidas

O juiz federal Sérgio Moro, na última semana, vetou algumas das perguntas de Eduardo Cunha ao presidente Michel Temer. O motivo disso é bem claro: eram perguntas completamente fora de contexto ou sem sentido algum.

“Considerando o teor inapropriado de parte dos quesitos, não há qualquer notícia do envolvimento do Exmo. Sr. Presidente da República nos crimes que constituem objeto desta ação penal”, disse o juiz.

Eduardo Cunha, aparentemente desesperado para se salvar, tentou fazer com que a audiência se arrastasse para outra direção a fim de tentar algum tipo de barganha. Moro foi mais astuto e percebeu a manobra.

 

Advertisements
Anúncios

Deixe uma resposta