danilo-maldonado-sexto-archivo-artista_cymima20150925_0006_13

Artista cubano foi preso pela ditadura castrista após comemorar a morte de Fidel

A polícia cubana perndeu o artista dissidente Danilo Maldonado, que foi declarado prisioneiro de consciência pela Anistia Internacional, após o mesmo ter feito um vídeo comemorando a morte de Fidel Castro.

Maldonado postou um vídeo em mídia social no sábado em que ele critica Fidel e o chama de “uma égua”, termo pejorativo no linguajar cubano.

A detenção foi relatada pela namorada americana de Maldonado, Alexandra Martinez, que disse ter falado com ele na cadeia, e pela dissidente Comissão Cubana de Direitos Humanos e Reconciliação Nacional. Funcionários cubanos não confirmaram se Maldonado estava sob custódia — Cuba não relata publicamente as prisões e classifica dissidentes como mercenários pagos pelos EUA, de acordo com O Globo.

Maldonado, de 33 anos, foi previamente preso por pintar os nomes “Fidel” e “Raúl” em um par de porcos. Ele usa performances artísticas e grafite para criticar o governo cubano. Após sua prisão em dezembro de 2014, ele passou dez meses na cadeia e foi libertado após uma declaração da Anistia Internacional de que ele era considerado o único prisioneiro de consciência de Cuba.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s